Meningite: O que é, como detectar e prevenir?

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language. A Meningite é uma doença causada pela inflamação das meninges, membranas que envolvem o sistema nervoso central – constituído pelo encéfalo [...]Read More...

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

A Meningite é uma doença causada pela inflamação das meninges, membranas que envolvem o sistema nervoso central – constituído pelo encéfalo e pela medula espinhal. A forma de contração mais frequente é através da infecção de bactérias (Meningite Bacteriana) ou vírus (Meningite Viral), mas também existem casos de transmissão por meio de fungos. Apesar de menos comuns, fatores como alergia a medicamentos e alguns tipos de câncer também podem desencadear a enfermidade.

Qual a diferença entre os tipos da doença?

A Meningite Viral e a Meningite Bacteriana, possuem diferenças significativas. A primeira é mais leve e transitória. Se diagnosticada de forma rápida e tratada corretamente, pode ser curada em cerca de duas semanas. As medicações para essa infecção são basicamente para controlar os sintomas de dor e febre.

Por outro lado, a Meningite Bacteriana é mais perigosa e requer internação imediata, podendo levar a complicações cerebrais ou até mesmo ao óbito. É causada principalmente pela Meningococo, mas também há outros tipos de bactérias transmissoras. Dessa forma, seu tratamento é feito com o uso de antibióticos específicos para cada tipo de bactéria.

Como detectar a doença?

Os sintomas mais comuns da doença são febre, náuseas, vômitos e rigidez na nuca. O seu diagnóstico é baseado na análise do líquido cefalorraquidiano, visando identificar micro-organismos causadores da doença. Além disso, também podem ser feitos exames de imagem, como raio X e tomografias.

Com a resposta em mãos, é possível fazer as escolhas dos medicamentos mais assertivos e eficazes para o paciente. Por esse motivo, Independente do tipo de Meningite, é fundamental que ele seja identificado o mais cedo possível.

Prevenção

Algumas ações básicas podem ser decisivas para prevenir a inflamação. Entre elas estão hábitos corriqueiros, como lavar as mãos, evitar compartilhar itens de uso pessoal e, claro, manter a regularidade e assiduidade nas consultas médicas.  Além disso, para evitar a ocorrência da doença, existem também as Vacinas contra Meningite, que evitam a atuação de agentes patogênicos como o pneumococo, meningococo e o hemófilus.

Ficar doente não é bom para ninguém, não é mesmo? Por esse motivo, faz toda a diferença conscientizar os seus colaboradores sobre a importância de atuar ativamente na prevenção da doença. Isso pode ser feito através de palestras, cartilhas explicativas, campanhas internas e até mesmo ações mais complexas. Nesse último caso, podem ser realizadas visitas de profissionais de saúde à empresa ou elaboradas parcerias com consultórios médicos, como forma de incentivar os funcionários a cuidarem melhor de sua vitalidade.

Ações de conscientização no ambiente corporativo, além de contribuírem para a melhoria do rendimento dos colaboradores, são benéficas para o clima organizacional e para a satisfação dos funcionários. Isso acontece pois, além de se manterem mais saudáveis e dispostos, sentem que a empresa se preocupa, de fato, com o seu bem-estar.

Acompanhe o nosso blog e mantenha-se sempre atualizado sobre temas importantes e relevantes.